Grupo Orzil -

Orzil nas redes

MC: Bolsa Atleta fornece assistência e incentivo para atletas profissionais

Publicado em: 10/02/2021 - 23:39

Início » .EXECUTIVO » CIDADANIA » ESPORTE » Notícias » MC: Bolsa Atleta fornece assistência e incentivo para atletas profissionais

Iniciativa é considerada um dos maiores programas de patrocínio direto ao atleta do mundo

Bolsa Atleta fornece assistência e incentivo para atletas profissionais

O público beneficiário são atletas de alto rendimento que obtêm bons resultados em competições nacionais e internacionais de sua modalidade – Foto: Ministério da Cidadania

Infográfico Ministério da CidadaniaComemorado no dia 10 de fevereiro, o Dia do Atleta Profissional celebra a Lei Nº 9.615, de 24 de março de 1998, que reconhece a prática formal da atividade como profissão. Seguir a carreira profissional no esporte exige esforço, dedicação e investimento tanto nas habilidades físicas, quanto em equipamentos para treinos e práticas.

No Brasil, o programa do Governo Federal, Bolsa Atleta, apoia atletas e garante condições mínimas para que eles se dediquem, com exclusividade e tranquilidade, ao treinamento e competições. Desde a sua implementação, já foram concedidas mais de 69,5 mil bolsas para 27 mil atletas e paratletas de todo o País, superando a marca de R$ 1,2 bilhão.

O  Bolsa Atleta conta com cinco categorias de benefícios: atleta de base, com valor mensal de R$ 370, Estudantil (R$ 370), Nacional (R$ 925), Internacional (R$ 1.850) e atleta olímpico/paralímpico (R$3.100). Os pré-requisitos de cada categoria podem ser acessados no site do Ministério da Cidadania. Em complemento à renda do programa, o atleta também pode possuir outros patrocínios, garantindo mais de uma fonte de recursos para a execução e financiamento de suas atividades.

Resultados

Nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, no Peru, o Brasil protagonizou sua melhor campanha da história. Foram 171 medalhas, sendo 55 de ouro. Dos 485 atletas originalmente inscritos pelo Comitê Olímpico do Brasil, 333 eram bolsistas. Do total de pódios conquistados, 141 vieram com atletas beneficiados pelo programa.

No Parapan, o Brasil protagonizou um resultado histórico e chegou ao topo do quadro de medalhas com 308 pódios. Foram 124 medalhas de ouro, 99 de prata e 85 de bronze. Do total de medalhas, 287 (93,18%) foram conquistadas por atletas contemplados pelo Bolsa Atleta.

Bolsa Atleta 2021

As inscrições para a edição 2021 estão abertas, até o dia 15 de fevereiro,  no site do Ministério da Cidadania. Para este ano, a novidade é o sistema virtual onde os candidatos podem realizar a inscrição, enviar documentos e acompanhar o andamento do processo. Caso seja contemplado, o atleta poderá enviar os dados bancários e assinar o termo de adesão diretamente na plataforma.

Até essa segunda-feira (8), 6.255 atletas já haviam realizado as inscrições no processo seletivo. Foram 360 inscritos na categoria estudantil, 240 na categoria de base, 4.270 na Nacional, 1.057 na internacional e 328 na categoria olímpico/paralímpico. Ao todo, foram realizadas inscrições de 94 modalidades diferentes.

A expectativa é de que 2021 seja um ano histórico para o programa, superando o recorde de 2019, quando 6.357 atletas receberam o benefício. “Já temos mais de 6,2 mil inscritos e como ainda temos uma semana pela frente até o fim do prazo de inscrições, acredito que podemos superar o recorde de atletas beneficiados”, afirma o secretário Especial do Esporte, Marcelo Magalhães.

Bruno Souza, secretário nacional de Alto Rendimento (Snear) comenta o sucesso do edital deste ano: “O novo sistema funcionou e foi bem aceito por todos os atletas. A partir deste ano, com essa inovação tecnológica, o Bolsa Atleta entra em uma nova fase e fica mais eficiente. Isso dará mais agilidade ao programa e quem ganha lá na ponta são os atletas”, afirma.

 Saiba mais sobre o Bolsa Atleta

Com informações do Ministério da Cidadania