Ministério da Cidadania: 300 dias de governo

Em solenidade no Palácio do Planalto, presidente Jair Bolsonaro destacou as principais ações realizadas no período, entre elas políticas conduzidas pelo Ministério da Cidadania, como o Programa Criança Feliz
Foto: Mauro Vieira

O governo federal comemorou nesta terça-feira (5) os 300 dias da atual gestão. Em solenidade no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro destacou as principais ações realizadas no período, entre elas políticas conduzidas pelo Ministério da Cidadania, como o Programa Criança Feliz, voltado à Primeira Infância.

Em seu discurso, Bolsonaro enfatizou que, em menos de um ano, houve recuperação da confiança dos brasileiros na própria nação. Parte disso, para o presidente, é resultado de um trabalho em equipe das mais diversas áreas do governo.

“Eu confio nos meus 22 ministros. Sei do sacrifício de cada um para cumprir a sua missão. Eu sou apenas o técnico deste time. Nós lutaremos e muito para ver a geração de crianças sorrindo no futuro. Nas mãos desta geração está o nosso futuro e o destino do Brasil ”, afirmou.

Na ocasião, o presidente assinou decreto que amplia o Programa de Forças no Esporte (Profesp). Destinado a crianças e jovens de seis a 18 anos em situação de vulnerabilidade social, o programa dá acesso a prática de atividades esportivas, físicas e socialmente inclusivas, realizadas no contraturno escolar, dentro de organizações militares. Em todo Brasil, já são 28 mil beneficiados. A meta é chegar a 40 mil.

O Profesp é realizado em parceria pelos ministérios da Defesa, da Mulher e dos Direitos Humanos e da Cidadania – que é responsável pelo investimento de R$ 20,6 milhões no programa.

Programa Criança Feliz

Em entrevista coletiva após a cerimônia, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, destacou a relevância do Programa Criança Feliz para as futuras gerações brasileiras. O programa brasileiro de atenção à primeira infância competiu com cerca de 500 projetos de vários países e venceu o WISE Awards, da Cúpula Mundial de Inovação para a Educação. A entrega do prêmio será em Doha, no Catar, ainda neste mês de novembro.

“A desigualdade social começa na primeira infância. Se conseguirmos superar essa diferença entre as crianças, teremos como resultado uma escolaridade maior, um futuro melhor, uma renda maior que a dos seus pais e que ajude a família a sair da pobreza”, afirmou Terra. “O nosso programa ganha este prêmio pela forma como é feito, é um programa que visa promover o desenvolvimento humano, o desenvolvimento das competências humanas”, disse.

O Criança Feliz é considerado o maior programa de visitação domiciliar para o desenvolvimento infantil do mundo. Hoje, 811 mil crianças e gestantes de todo o País são atendidas, e o número de visitas já ultrapassou 22,8 milhões.

Esporte

O desempenho do Brasil nos Jogos Mundiais Militares também foi enfatizado pelo ministro Osmar Terra. Os atletas brasileiros conquistaram 88 medalhas. “Além dos Jogos Mundiais Militares, batemos o recorde nos Jogos Pan-Americanos e vamos bater o nosso recorde nas Olimpíadas de Tóquio”, afirmou.

A recomposição do Bolsa Atleta e a criação do Bolsa Atleta Escolar, voltado a jogos escolares, também foram lembrados pelo ministro como ações importantes de governo. “Os beneficiários do Bolsa Atleta representam praticamente 80% dos atletas que ganharam medalhas. São pessoas muito pobres. Nós conseguimos dobrar o valor da Bolsa Atleta este ano para fazer com que um número maior pudesse estar treinando e pudesse estar chegando lá. Estamos criando o Bolsa Atleta Escolar, para os jogos escolares. Cinco mil bolsas novas, além do Bolsa Atleta, de R$ 300, para os meninos de 14 anos em diante que vençam os jogos escolares que acontecem nos municípios”, enfatizou.

Cultura

Na área da cultura, o ministro Osmar Terra destacou acordos firmados na China para a abertura do mercado chinês ao cinema brasileiro nos serviços de streaming. “É um mercado fantástico, são 600 milhões de espectadores de streaming. E também nos países dos BRICS (bloco político-econômico formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Isso vai abrir um novo horizonte para a produção nacional”, finalizou.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Não existe nenhum curso configurado com o id 838,863
Não existe nenhum curso configurado com o id 864,865