O ministro do Desenvolvimento Regional apresentou Plano Nacional de Segurança Hídrica

Documento é parte das metas estabelecidas pelo presidente Jair Bolsonaro para os primeiros cem dias de governo

120419 pnsh interna

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, apresentou o Plano Nacional de Segurança Hídrica (PNSH), nesta quinta-feira (11), em Petrolina (PE). O documento recomenda estudos, projetos e obras de barragens, canais, eixos de integração e sistemas adutores para garantir o fornecimento de água à população brasileira até 2035. “Viemos à região Nordeste, em Petrolina (PE), para lançar o Plano Nacional de Segurança Hídrica, meta do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para os 100 dias de governo. Este plano identifica 99 intervenções hídricas estruturantes, que darão segurança à região Nordeste e a todo o País”, destacou Canuto.

A projeção feita com base na realidade atual para 2035 é que, sem as ações e investimentos propostos no PNSH, 29% das Unidades Territoriais de Análise (UTAs) estarão em situação crítica quanto ao fornecimento de água. Já com a adoção das medidas, esse valor cai para apenas 1%. cursos especiais+

“O Plano servirá para atingirmos, em 2035, um nível de segurança hídrica diferenciado. Com as ações propostas, diminuiremos o grau de risco de 50% para apenas 11% em relação ao grau máximo e médio de risco”, afirmou Gustavo Canuto. “Esse dado prova a importância da adoção do Plano Nacional de Segurança Hídrica. Temos um levantamento bastante apurado do que precisa ser feito e do estágio que queremos alcançar, que é garantir o acesso à água para todos os brasileiros”, completou.

Acesse o Plano Nacional de Segurança Hídrica

Irrigação

Durante a passagem por Petrolina, Gustavo Canuto conheceu uma fazenda produtora de manga que faz parte do projeto de irrigação Pontal Sul. A iniciativa é apoiada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional.

“Eu senti ali a verdadeira riqueza da região. Precisamos investir em projetos públicos de agricultura irrigada. Fomos a uma das fazendas que produzem manga e é impressionante a capacidade, a tecnologia e o profissionalismo daquela produção. Realmente, Petrolina é um exemplo nesse quesito. Precisamos replicar isso em outras localidades, especialmente aqui no Nordeste”, afirmou o ministro.

Pavimentação e moradia

A agenda na cidade pernambucana também marcou o anúncio de R$ 3 milhões para investimentos em pavimentação. Os recursos do MDR serão aplicados para melhorar as condições de vida de moradores na área ruraldo município. O ministro Gustavo Canuto também visitou dois empreendimentos do programa Minha Casa, Minha Vida – residenciais Novo Tempo V e VI. Nessas localidades estão em construção 457 unidades habitacionais, com um investimento total de R$ 36 milhões. O ministro reforçou que a iniciativa é uma política estratégica e prioritária para a Pasta.


Confira os nossos próximos Cursos Especiais

Ajustes firmados com Fundações de Apoio – Aspectos Jurídicos e Jurisprudência do TCU
Confirmado
Curso Inédito com fundamento na Lei nº 8.958. O relacionamento entre Instituições Federais de Ensino Superior - IFES e demais Instituições Científicas e Tecnológicas – ICTs com fundações de apoio segundo os entendimentos do Tribunal de Contas da União - TCU. Curso com Auditor Federal de Controle Externo do TCU.
23 e 24 de maio de 2019 / Brasília - DF

Nossos Clientes
Portfólio de mais de 2.500 instituições clientes e mais de 9.000 alunos capacitados
Produtos Orzil
Kits distribuídos aos alunos: qualidade e produção exclusiva
Cursos Realizados
Veja as fotos dos cursos da Orzil
Nosso Livro
A Orzil produz e publica obras de formação e capacitação de profissionais de gestão de políticas públicas
Pendrive Orzil
Mais de 2.500 arquivos, distribuídos em 47 pastas, com material bibliográfico complementar
Cartão Fidelidade
Desde 2011, o Cartão Fidelidade para clientes especiais: clientes Orzil