Secretaria Especial da Cultura é transferida do Ministério da Cidadania para o Turismo

Institutos, fundações, agências e demais órgãos vinculados ao setor cultural também migraram. Decreto presidencial altera estrutura regimental das pastas e remaneja cargos e funções de confiança

Esplanada dos Ministérios. Foto: Embratur

A Secretaria Especial da Cultura (Secult) foi transferida do Ministério da Cidadania para a pasta do Turismo, conforme estabelece o Decreto nº 10.359, publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (21.05). O documento também detalha o remanejamento de cargos em comissões e funções de confiança, além de alterar a estrutura regimental do Turismo.

A Agência Nacional do Cinema (Ancine); o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan); Instituto Brasileiro de Museus (Ibram); a Fundação Biblioteca Nacional (FBN); a Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB); a Fundação Cultural Palmares (FCP); e a Fundação Nacional de Artes (Funarte) passam a ser vinculadas ao ministro do Turismo, com o assessoramento e a supervisão da Secretaria Especial da Cultura.

Quanto à nova estrutura da Secretaria Especial da Cultura, foram atualizadas as ações da pasta ao novo contexto do setor econômico e cultural. Foi inserido inciso que permite ao titular da secretaria promover a edição de atos normativos no bojo de suas competências, permitindo maior celeridade à promoção das providências a cargo da Secult.

Houve também o redesenho de atividades de unidades finalísticas para criar maior sinergia com as entregas realizadas, bem como a junção da Secretaria de Economia Criativa com a Secretaria de Diversidade Cultural, passando a se denominar Secretaria Nacional de Economia Criativa e Diversidade Cultural. O objetivo é promover um olhar mais amplo ao segmento de diversidade cultural, com a manutenção dos principais cargos e atividades. A Secretaria de Difusão e Infraestrutura Cultural também muda de nome para Secretaria Nacional de Desenvolvimento Cultural.

Secretarias e departamentos já existentes no Ministério do Turismo tiveram suas funções e nomenclaturas redefinidas.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Ministério da Cidadania


Confira os nossos próximos Cursos Especiais

A nova Plataforma +BRASIL 1 (Proposta e Plano de Trabalho)
Curso Ao Vivo+Exercícios Práticos+Tutoria na Plataforma Orzil Online. Fase Inicial (Proposta e Plano de Trabalho): credenciar, cadastrar, gestão de usuários e perfis, divulgação de programas, cadastro de proposta e plano de trabalho, termo de referência/projeto básico, envio de propostas e acompanhamento de análise, gerar convênio, assinar e celebrar, regularizar conta bancária e selecionar OBTV.
20 julho a 03 de agosto de 2020 (40 horas)
A nova Plataforma +BRASIL 2 (Execução, Fiscalização e Prestação de Contas)
Curso Ao Vivo+Exercícios Práticos+Tutoria na Plataforma Orzil Online. Fase Intermediária e Final (Execução, Acompanhamento/Fiscalização e Prestação de Contas): licitações e contratos, aceite das contratações, condições para liberação dos recursos, liquidação de despesas, OBTV, ajustes do plano de trabalho, termo aditivo, prorrogação de ofício e apostilamento, rendimentos de aplicação, acompanhamento e fiscalização, relatórios de execução, e elaboração e análise de prestação de contas.
04 a 24 de agosto de 2020 (56 horas)

Nossos Clientes
Portfólio de mais de 2.500 instituições clientes e mais de 9.000 alunos capacitados
Produtos Orzil
Kits distribuídos aos alunos: qualidade e produção exclusiva
Cursos Realizados
Veja as fotos dos cursos da Orzil
Nosso Livro
A Orzil produz e publica obras de formação e capacitação de profissionais de gestão de políticas públicas
Pendrive Orzil
Mais de 2.500 arquivos, distribuídos em 47 pastas, com material bibliográfico complementar
Cartão Fidelidade
Desde 2011, o Cartão Fidelidade para clientes especiais: clientes Orzil