Pontos Turísticos


Apresentação da Cidade
Brasília é a capital da República Federativa do Brasil e sua quarta maior cidade.  Na última contagem realizada pelo IBGE em 2008, sua população foi  estimada em 2.557.158 de habitantes. Brasília também possui o segundo maior PIB per capita do Brasil (34.510,00 reais) entre as capitais, superada  apenas por Vitória (47.855,00 reais). Está situada na Região Centro-Oeste.

Inaugurada em 21 de abril de 1960,  pelo então presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira,  Brasília é a terceira capital do Brasil, após Salvador e Rio de Janeiro. A transferência dos  principais órgãos da administração federal para a nova capital foi progressiva,  com a mudança das sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário federais.

O plano  urbanístico da capital, conhecido como “Plano Piloto”, foi elaborado pelo  urbanista Lúcio Costa, que também concebeu o Lago Paranoá,  o qual armazena 600 milhões de metros  cúbicos de água. Muitas das construções da Capital Federal foram  projetadas pelo renomado arquiteto Oscar  Niemeyer.

O turismo cívico  é valorizado por estarem localizados na capital os órgãos governamentais da  administração direta e os representantes dos três poderes republicanos.

Brasília ainda é  conhecida por suas comunidades espiritualistas e templos religiosos,  como o Templo da Boa Vontade. A capital também oferece ecoturismo por estar localizada a 1.000   metros acima do nível do mar, no imenso platô do Planalto Central, de onde nascem quase todas as  grandes bacias hidrográficas brasileiras. A cidade ainda conta com várias áreas  verdes, como o Parque da Cidade e o Parque Nacional de Brasília


Santuários, Igrejas e Templos

       

Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida

turista-assaltado-metropololitana-df

Localização: Esplanada dos Ministérios

Projetada pelo arquiteto Oscar  Niemeyer, sua pedra  fundamental foi lançada em 12 de setembro de 1958.  Teve sua estrutura pronta em 1960,  onde apareciam somente a área circular de 70 metros de diâmetro,  da qual se elevam 16 colunas de concreto (pilares de secção parabólica),  que pesam 90 toneladas.

Em 31 de maio de 1970 foi inaugurada de  fato, já nesta data com os vidros externos transparentes. Na praça de acesso ao templo,  encontram-se quatro esculturas em bronze com três metros de altura, representando os evangelistas;  as esculturas foram realizadas com o auxílio do escultor Dante Croce, em 1968. No interior da nave, estão as esculturas de três anjos, suspensos por cabos  de aço.

O batistério em forma ovóide teve em suas paredes o painel em  lajotas cerâmicas pintadas em 1977 por Athos Bulcão. O campanário composto por quatro grandes sinos, doado pela Espanha,  completa o conjunto arquitetônico. A cobertura da nave tem um vitral composto  por 16 peças em fibra de vidro em tons de azul, verde, branco e  marrom inseridas entre os pilares de concreto. Cada peça insere-se em triângulos com 10m  de base e 30m de altura e foram pintados por Marianne  Peretti em 1990.  O altar foi doado pelo papa Paulo VI e a imagem da padroeira Nossa Senhora Aparecida é  uma réplica da original que se encontra em Aparecida – São Paulo.

A Via Sacra é uma obra de Di Cavalcanti.  Na entrada da catedral encontra-se um pilar com passagens da vida de Maria, mãe de Jesus, pintados por Athos Bulcão.



Igreja Nossa Senhora de Fátima

pontoturistico_9

Localização: Entrequadra 307/308 Sul


A Igreja Nossa  Senhora de Fátima, conhecida também por Igrejinha, foi o primeiro templo  em alvenaria a ser erguido em Brasília, inaugurado em 28 de maio de 1958. Após a pedra  fundamental em 26 de outubro de 1957, a igreja foi  construída em cem dias, com o objetivo de pagar uma promessa da primeira-dama Sarah  Kubitschek, feita para curar sua filha.

A capela foi projetada por Oscar  Niemeyer e sua arquitetura faz referência a um chapéu de freiras. Em  seu interior e fachada encontram-se azulejos de Athos Bulcão.  Os afrescos com bandeirolas e anjos de Alfredo Volpi, foram cobertos por tinta em uma  reforma ocorrida na década de 60.



Santuário Dom Bosco

IgrejaDomBosco

Localização: Quadra 702 Sul

O Santuário Dom Bosco é uma das mais  conhecidas Igrejas de Brasília e uma das imagens mais frequentes nos cartões-postais  da cidade.  Os vitrais azuis  formam um harmonioso conjunto, deixando a quem vai ao Santuário a reconfortante  sensação de estar sob um céu estrelado. O efeito se deve à combinação de 12  matizes de azul pontilhados de branco, que partem de tons claros num suave  degradê até atingirem tons mais escuros.

Em cada um dos quatro ângulos do Santuário,  uma coluna de vitrais róseos complementa a suavidade do local. A combinação  róseo-azul cria um ambiente de mistério interior, semelhante ao das basílicas  orientais. Os vitrais foram projetados por Cláudio Naves e fabricados pelo artista  belga Hubert Van Doorne, em São Paulo. Cobrem Uma área de 2200 m².



Templo  Ecumênico da LBV

41571035

Localização: Quadra 916 Sul

A LBV foi fundada oficialmente em 1º de janeiro de 1950,  no Rio de  Janeiro, Brasil,  por Alziro Zarur.  Ele presidiu a entidade até 1979, quando faleceu. José de Paiva Netto é o atual  Diretor-Presidente.

De acordo com a LBV, Zarur participou de uma sessão  espírita na Federação Espírita Brasileira, no Rio, em 1948, e na ocasião a  médium Emília Ribeiro lhe disse: “Zarur, vi São Francisco ao seu lado o  tempo todo e ele disse que é hora de começar” Com o coração tocado,  começou, a partir deste fato, a procurar saber tudo sobre a vida do Santo de  Assis. Leu o livro “Il Fioretti” que tinha em seu acervo e foi  percebendo as coisas que deveria realizar.

A LBV foi a  primeira organização não-governamental brasileira a associar-se ao Departamento  de Informação Pública das Nações Unidas (DPI), a partir de 1994. Em 1999, tornou-se também a  primeira ONG do Brasil a conquistar na ONU o status consultivo geral no Conselho Econômico e Social (Ecosoc).  E, em 2000,  passou a integrar a Conferência das ONGs com Relações Consultivas para as  Nações Unidas (Congo), em Viena, na Áustria.


Edificações e Monumentos

Congresso  Nacional

Congresso-Nacional

Localização: Praça dos Três Poderes – Esplanada dos Ministérios.

 Desde os anos 60,  o congresso nacional tem sua sede em Brasília.  Como a maioria dos edifícios oficiais na cidade, o edifício  do congresso foi projetado por Oscar  Niemeyer, que segue o estilo da arquitetura brasileira moderna. A  semiesfera à esquerda é o assento do Senado, e o  hemisfério à direita é o assento da Câmara dos Deputados. Entre eles há duas  torres dos escritórios. O congresso ocupa também outros edifícios vizinhos,  alguns deles interconectados por um túnel.

O edifício é situado no meio do eixo  monumental, a principal avenida da capital brasileira. Na frente  dele há um grande gramado, onde acontecem passeatas, protestos e outras  manifestações públicas. Na parte de trás do edifício, se encontra a praça dos Três Poderes, onde estão o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal. Em 6 de dezembro  de 2007,  o Iphan decidiu pelo tombamento da estrutura arquitetônica do Congresso Nacional. O  prédio está compreendido no patrimônio da Unesco, como  peça urbanística do Plano Piloto de Brasília, desde 1987.



Espaço Lúcio Costa

Brasilia_-_Model

Localização: Praça dos Três Poderes/subsolo.

No  subterrâneo da Praça dos Três Poderes, há uma maquete com 179 metros quadrados  que reproduz o Plano Piloto de Brasília. É o espaço  idealizado por Niemeyer para homenagear a obra de Lucio Costa. Nele, há muitas fotografias,  documentos e até mesmo textos, croquis e rascunhos do projeto da cidade.



Palácio  Itamaraty

1851368-6017-in

Localização: Esplanada dos Ministérios.

Sede  do Ministério das Relações Exteriores, é uma das obras mais conhecidas de  Niemeyer. O prédio possui a fachada em arcos e painéis decorativos de vários  artistas, como Athos Bulcão, Rubem Valentim, Sérgio Camargo, Maria Martins,  além de um afresco de Alfredo Volpi. O prédio é rodeado por um espelho d’água  que serve de cenário para a famosa escultura O Meteoro, de Bruno Giorgi.

O  paisagismo interno e externo leva a assinatura de Roberto Burle Marx. O acervo  de arte do Itamaraty é constituído de obras dos mais renomados artistas  brasileiros, contendo pinturas, esculturas, tapeçarias e adornos refinados de  várias épocas. Entre as pinturas históricas, destaca-se a tela O Grito do  Ipiranga, de Pedro Américo. O acervo do Itamaraty possui ainda obras de  artistas como Cândido Portinari, Mary Vieira, Manabu Mabe, Franz Weissmann,  Alfredo Ceschiatti e Victor Brecherer, entre outros.


Palácio  da Justiça

DSC01421

Localização: Esplanada dos Ministérios.

De autoria de Niemeyer,  sede do Ministério da Justiça, o palácio assemelha-se ao do Ministério das  Relações Exteriores, o Itamaraty, por causa dos seus arcos. Além do espelho  d’água, cascatas artificiais correm por calhas de concreto e são a atração da  fachada principal. Recentemente, passou a ser conhecido como Palácio Raimundo  Faora.



Palácio do  Planalto

8802581628_b26a5e6a5d_z

Localização: Praça dos Três Poderes – Esplanada dos Ministérios.

Palácio do Planalto é o nome não oficial do Palácio  dos Despachos. É o local onde está localizado o Gabinete Presidencial do Brasil. O prédio  também abriga a Casa Civil, a Secretaria-Geral e o Gabinete de  Segurança Institucional da Presidência da República. É a sede do Poder  Executivo do Governo Federal brasileiro,  tendo sido projetado por Oscar Niemeyer. O Palácio do Planalto faz parte  do projeto do Plano Piloto da cidade e foi um dos primeiros edifícios construídos na capital.

O projeto do Palácio do Planalto é marcado pela singeleza  de suas linhas, com predominância dos traços horizontais. Curvas e retas combinam-se de forma  a conferir ao prédio uma plasticidade marcante e requintada. As colunas conseguem o efeito desejado por Niemeyer, de serem “leves como penas pousando no chão”.

Os jardins são de autoria do paisagista Roberto Burle Marx. Em 1991, foi construído um  espelho d’água, em frente e na lateral direita do prédio com uma área  aproximada de 1635   metros quadrados, comportando 1.900 metros  cúbicos de água, com profundidade de 1m10cm e uma largura que varia entre cinco a vinte metros. Enfeitam o  espelho d’água várias carpas coloridas de origem japonesa.



Praça  dos Três Poderes

6064755289_d3e8306590

Localização: Esplanada dos Ministérios.

Idealizada  por Lúcio Costa e projetada por Oscar Niemeyer, é um amplo espaço cívico que  integra os Três Poderes da Republica: ao centro o Congresso Nacional, sede do  Poder Legislativo; ao Norte, o Palácio do Planalto, sede do Poder Executivo; ao  sul, o Supremo Tribunal Federal, sede do Poder Judiciário. Na praça encontra-se  a escultura Os Guerreiros, de Bruno  Giorgi, considerado um símbolo de Brasília. Em frente ao prédio do Supremo  Tribunal Federal, a escultura A Justiça é de autoria de Alfredo Ceschiatti. Há ainda a Pira da Pátria, e o Marco Brasília, idealizados por Niemeyer, o  último em homenagem ao ato da Unesco que considerou a cidade Patrimônio  Cultural da Humanidade.

Outra  atração é o Museu Histórico de Brasília, em cuja fachada há a escultura da  cabeça de JK. Faz parte do conjunto da Praça, O Pombal, escultura de Niemeyer,  em concreto, encomenda por dona Eloá, mulher do presidente Jânio Quadros e o  Mastro da Bandeira, monumento de Sérgio Bernardes de 100 metros de altura. A  cada primeiro domingo do mês, acontece a solenidade de Troca da Bandeira, com  desfile de tropas militares e banda de musica, uma atração a mais para os  turistas.



Supremo Tribunal Federal
Fachada Supremo Tribunal Federal

   Localização: Praça dos Três Poderes – Esplanada dos Ministérios.
O Supremo  Tribunal Federal (STF) é  a mais alta instância do Poder Judiciário do Brasil e acumula  competências típicas de Suprema Corte e Tribunal Constitucional. Sua função  institucional principal é de servir como guardião da Constituição Federal,  apreciando casos que envolvam lesão ou ameaça a esta última. Até o fim do Império do  Brasil (com a Proclamação da República em 1889)  o Supremo Tribunal Federal  recebia o nome de “Supremo Tribunal de Justiça”.

O Supremo  Tribunal Federal é de vital importância para o Poder  Executivo (a administração pública), já que cabe a ele decidir as  ações que versem sobre a constitucionalidade das normas. As ações penais, nos  crimes comuns contra o chefe do Executivo federal, senadores e deputados  federais, tramitam no Supremo Tribunal  Federal.



Panteão da Pátria e da  Liberdade

panteao-da-patria-e-da-liberdade

Localização: Praça dos Três Poderes -Esplanada dos Ministérios.

O Panteão da  Pátria e da Liberdade Tancredo Neves foi inaugurado em 7 de setembro de 1986,  patrocinado pela Fundação Bradesco e doado ao governo brasileiro durante a gestão de José Sarney.

Apresenta arquitetura modernista,  simbolizando uma pomba,  criada por Oscar Niemeyer. Possui três pavimentos, somando  área total construída de 2105   m². Sua pedra fundamental foi lançada pelo presidente da França, François Mitterrand, em 15 de outubro de 1985.

Seu intuito é homenagear todos aqueles que se destacaram  em prol da pátria brasileira, sejam naturais do país ou não. Sua concepção se  deu durante a comoção nacional causada pela morte de Tancredo  Neves, o primeiro presidente brasileiro eleito democraticamente –  ainda que indiretamente – após vinte anos de regime  militar, em 1984.  Os nomes dos homenageados constam no Livro  de Aço, também chamado Livro dos  Heróis da Pátria, o qual lhes confere o status de Herói Nacional.  O tomo se encontra no terceiro pavimento, entre o Painel da Inconfidência, escultura em homenagem aos mártires do  levante mineiro oitocentista, e o vitral de Marianne  Peretti. Toda vez que um novo nome é gravado em suas laudas de  metal, sempre um nome com a respetiva biografia por página, uma cerimônia in memoriam ao homenageado é  realizada.



Palácio da Alvorada

1554108612

Localização: SPP/Zona Cívico-administrativa.

O Palácio da  Alvorada é designado como a residência oficial do presidente da República Federativa do  Brasil. Situa-se às margens do lago Paranoá,  tendo sido o primeiro edifício inaugurado em Brasília,  em 30 de junho de 1958.

Projetado por Oscar  Niemeyer, o Alvorada tornou-se um dos ícones da arquitetura moderna brasileira e de sua peculiaridade em relação ao movimento moderno europeu. Também foi  símbolo do progresso cultural e técnico do Brasil durante  a década de 1950, momento em que o país vivia uma  profusão cultural singular, caracterizado entre outras coisas pela bossa nova,  pela arquitetura moderna e pela arte concreta.  O formato diferenciado dos pilares externos da edificação deu origem ao símbolo e emblema  da cidade, presente no brasão do Distrito Federal. Tal formato foi,  inclusive, largamente copiado em construções populares em todo o país, o que o  tornou eventualmente sinônimo de uma estética kitsch quando aplicado em outros contextos.

A construção de Niemeyer foi batizada por Juscelino Kubitschek e quando questionado  sobre o porquê do nome “alvorada”, o então presidente da República  respondeu com outra questão: “Que é Brasília, senão a alvorada de um novo  dia para o Brasil?”.



Catetinho

Museu-do-Catetinho-Vista-Geral

Localização: BR-040- destino Belo Horizonte/Trevo de Gama.

O Catetinho,  tombado em 1959, foi a primeira residência oficial do presidente Juscelino Kubitschek na cidade de Brasília.  O nome é uma ligação com a então residência oficial do presidente, o Palácio do Catete. Projeto de Oscar  Niemeyer, foi construído em apenas 10 dias, em novembro de 1956,  é um prédio simples, feito de madeira, e conhecido como “Palácio de Tábuas”.

Foi planejado sem conforto ou honras oficiais, para que o  Presidente não se distanciasse dos trabalhadores, que viviam em barracos e  tendas. Ainda hoje de pé, abre-se aos visitantes alguns cômodos, como a antiga  suíte presidencial, a sala de despachos, o quarto dos membros do governo, o  quarto de hóspedes e a sala de refeições no térreo.



Museu Vivo da Memória Candanga

museu candanga 2

Localização: Via EPIA, Lote D,  Saída Sul – Núcleo Bandeirante.

O Museu Vivo da  Memória Candanga ocupa as instalações do já extinto Hospital Juscelino  Kubitschek de Oliveira (HJKO), o primeiro construído em Brasília.  Está situado às margens da BR 040, próximo a cidade-satélite do Núcleo Bandeirante (antiga Cidade Livre).

O hospital e os alojamentos dos funcionários foram  construídos em madeira. O  tempo de construção foi de apenas dois meses e a inauguração se deu em 1957. Após  a inauguração do Hospital Distrital (atual Hospital de Base) o HJKO entrou em  declínio, sendo desativado em 1974. No entanto, alguns funcionários  permaneceram morando no local, que atraiu outras pessoas. Por fim, os moradores  foram encaminhados para cidades próximas, e o lugar foi finalmente tombado,  sendo hoje, ao lado do Catetinho, a maior representação da arquitetura da época da  construção de Brasília.

Hoje, boa parte de suas instalações foram reformadas: nas  antigas casas dos funcionários, funcionam oficinas artísticas. No antigo hospital,  estão uma biblioteca, a exposição permanente “Poeira, Lona e  Concreto”, e uma maquete atualizada de Brasília. O museu pode ser visitado  gratuitamente de terça a domingo.



Memorial JK

1432899

Localização: Eixo  Monumental Oeste.

O Memorial JK  é um museu na cidade de Brasília projetado por Oscar  Niemeyer, inaugurado em 12 de  setembro de 1981 e dedicado ao ex-presidente brasileiro Juscelino Kubitschek, fundador da cidade  de Brasília.  No local, encontram-se o corpo de JK, diversos pertences, como sua biblioteca  pessoal, e fotos tanto dele como de sua esposa Sarah.  Apresenta obras projetadas por Athos Bulcão em sua área externa, um vitral desenhado pela artista Marianne  Peretti sobre a câmara mortuária e uma escultura de 4,5 metros de autoria de Honório Peçanha.



Teatro Nacional  Cláudio Santoro

Teatro_nacional_brasilia

Localização: Setor  Cultural Norte/Via N2 – em frente ao Conjunto Nacional

O Teatro Nacional Cláudio Santoro foi  projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. A construção teve início no dia 30 de julho de 1960,  e a estrutura ficou pronta em 30 de janeiro de 1961.  A Sala Martins Pena ficou pronta em 1966 e, após dez anos de atividade, foi fechada para reforma e  finalização do teatro que ocorreu em 21 de abril de 1981. Possui estrutura com forma de pirâmide irregular, onde no seu interior  destacam-se as salas Martins Pena. Vila Lobos e Alberto Nepomuceno, onde de  realizam ao longo de todo o ano numerosos atos e representações culturais.



Ponte JK

ponte jk

Localização: Lago Sul

Inaugurada em 15 de  dezembro de 2002,  a ponte Juscelino Kubitschek rapidamente  virou mais um ícone de Brasília estampado em cartão postal, especialmente à noite, quando sua  teatralidade fica ainda mais em destaque. Devido a qualidade estética e harmonia  ambiental da Ponte JK, o arquiteto da obra, Alexandre Chan, recebeu em  2003 a  Medalha Gustav Lindenthal, outorgada pela Sociedade dos Engenheiros do Estado  da Pensilvânia, Estados  Unidos. Por causa deste prêmio, a estrutura ficou localmente conhecida como a ponte mais bela do mundo. A ponte também foi a  vencedora do Prêmio Abcem 2003 – Melhores Obras com Aço do Ano, na Categoria  Pontes e Viadutos, outorgado pela Associação Brasileira da Construção Metálica.



Complexo  Cultural da República

1851385-0246-in

Localização: Esplanada dos  Ministérios

O Complexo Cultural da República João Herculino  é uma edificação destinada a promover eventos culturais. É o maior centro  cultural do Brasil.  Foi inaugurado no dia 15 de dezembro de 2006, dia do aniversário  do seu projetista, Oscar Niemeyer. O complexo conta com o Museu Nacional Honestino Guimarães e a Biblioteca Nacional Leonel de Moura  Brizola. O espaço possui 91,8 mil metros quadrados.



Torre de Televisão de Brasília

Rafael Brasília julho_2011 014

   Localização: Eixo Monumental Oeste

A Torre de TV de Brasília é uma torre de  transmissão televisiva inaugurada em 1967 com 224   metros de altura, contendo o Museu das  Gemas. Possui um mirante panorâmico a 75 metros de altura com capacidade  para 150 pessoas, que foi inaugurado em 1965. Há duas atrações  turísticas localizadas junto à sua base — uma tradicional feira de artesanato e  a Praça das Fontes. À sua frente encontra-se a escultura “Era  Espacial” de Alexandre Wakenwith.


  
Centro Poliesportivo Ayrton Senna

Brasilia - Centro Poliesportivo Ayrton Senna

Localização: Eixo Monumental

Um  dos mais completos complexos esportivos do país, possui o estádio Mane  Garrincha, um ginásio de esportes Nilson Nelson (foto), quadras  polivalentes, conjunto aquático, pistas de atletismo e de motocross e o  autódromo Nelson Piquet.


Parques / Ecoturismo – DF e  entorno

Pontão do Lago Sul
pontao-do-lago-sul04
Localização: Lago Sul
Para quem vive ou visita Brasília, o Pontão do Lago Sul é local obrigatório,criado em Março de 2002 no Lago Sul , é o  maior centro de lazer e entretenimento da capital federal: cenário de cartão-postal, gastronomia variada, programação cultural e esportiva, amplo estacionamento e inúmeros serviços, além do seu clima quase praiano e do pôr-do-sol mais belo da cidade. Um centro completo de lazer cercado por muito verde e segurança que contribuíram para torná-lo um dos pontos turísticos mais visitados de Brasília e integrá-lo ao cotidiano dos moradores da cidade.


Complexo Beira lago

12brasilialakesidecarlosvillela

Localização: Setor de Clubes Sul

 

Complexo Beira Lago será inaugurado até dezembro nas proximidades do cartão postal de Brasília a Ponte JK . Ideia que integra o Projeto Orla foi discutida e aprovada no dia 11 de agosto pelo governador da capital , durante reunião na residência oficial de Águas Claras. Brasília terá mais um ponto turístico até o final deste ano. O próximo cartão postal da cidade ficará entre a terceira ponte e o clube da Associação dos Delegados de Polícia (Adepol).



Parque da Cidade Sarah Kubitschek
29mai2013---o-parque-da-cidade-em-brasilia-serviu-de-cenario-para-o-filme-faroeste-caboclo-de-rene-sampaio-inspirado-na-musica-homonima-da-legiao-urbana-1369872687292_956x500
Localização: Asa Sul de Brasília, com entradas pelo eixo Monumental,  setor de Indústria e quadras 901, 906 e 910 sul.
O Parque da  Cidade de Brasília Sarah Kubitschek, popularmente conhecido como Parque da Cidade,  tem 4,2 milhões de m². Localizado no centro da cidade, junto à Asa Sul,  tem o terceiro maior pavilhão coberto para feiras e exposições do Brasil, com 55  mil m². Foi fundado por volta de 1978 e originalmente recebeu o nome de Rogério  Pithon Farias, um jovem – filho do então governador – que morreu em um acidente  de carro.É um dos principais centros de lazer ao ar livre da  cidade, concentrando quadras de esportes, lagos artificiais, parque de  diversões, centro hípico e pistas de caminhada, patinação e ciclismo. O parque  ganhou fama nacional por meio da música Eduardo  e Mônica do grupo brasiliense Legião Urbana.


Ermida  Dom Bosco

L1000241

Localização: Estrada Parque Dom  Bosco, QI 29, Lago Sul.

Capela  em forma de pirâmide, a Ermida foi construída às margens do Lago Paranoá em  homenagem ao Santo italiano São João Belchior Bosco que previu em 1883, o  surgimento de uma nova civilização, “a terra prometida de onde emana o  leite e o mel”. É um ponto de rara beleza, com uma visão privilegiada de  toda a cidade. Hoje, a Ermida faz parte de um parque de preservação ecológica,  com pista para ciclismo e caminhadas.



Parque Nacional de Brasília

574-a-piscina-velha,-no-parque-nacional-de-brasilia,-tambem-conhecido-como-agua-mineral-pict0193

Localização: Via Epia, BR 040, Setor Militar Urbano (SMU).

O Parque Nacional  de Brasília, mais conhecido pelo apelido de “Água Mineral”, é  um parque com área de 30.000 ha(30  mil hectares), localizado a noroeste do Distrito Federal e administrado pelo  Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Durante o ciclo do ouro,  as extrações feitas na região de Pirenópolis-Goiás,  eram transportadas para o litoral da Bahia passando pela região  onde hoje se situa o parque. Lá, havia a “contagem”, que deu nome à chapada existente no local. A criação do parque, em 29 de  novembro de 1961,  está diretamente relacionada com a construção de Brasília.  Foi feito um acordo entre o Ministério da Agricultura e a NOVACAP,  que mantinha um viveiro destinado a arborização da nova capital em parte da  área do futuro parque.

A principal atração do parque são as piscinas formadas a partir dos poços d’água, que surgiram às margens do Córrego  Acampamento, pela extração de areia feita antes do surgimento de Brasília. O parque dispõe  também de duas trilhas em sua área interna, a do Capivara, com duração de cerca de 20 minutos e a do  Cristal Água, com duração de cerca de 1 hora.

O  Parque Nacional de Brasília (PNB) está próximo de ter seus limites fixados em definitivo. Inicialmente  delimitado em 30 mil hectares, a unidade de conservação deverá ser expandida em  mais de 50 %, chegando aos 46.230 hectares. É o que prevê Projeto de Lei  enviado pelo Executivo ao Congresso Nacional em setembro de 2006.



Jardim Botânico

jardim-botanico-de-brasilia-o-ecossistema-do-cerrado-1

Localização: SMDB, Cj12, Lago Sul.

O Jardim Botânico  de Brasília foi fundado no dia 8 de março de 1985, apesar de sua área  já estar em parte delimitada desde a construção da cidade. Foi o primeiro  Jardim Botânico do Brasil com um ecossistema predominante de cerrado.

Possui uma área de cerca de 5 mil hectares, dos quais 526 hectares são  abertos à visitação, com plantas nativas e exóticas devidamente identificadas,  além de uma trilha ecológica com 4.500 metros. Nesta área há diversas atrações,  como: Jardim em movimento, Mirante, Área de piquenique, Biblioteca da natureza,  Museu de história natural, Centro de visitantes, Casa de chá, Espaço Guido  Pabst, com coleção de orquídeas nativas e exóticas, Bosque Kyoto, Bosque dos  Ipês e Anfiteatro.



Poço Azul

poco_azul

Localização: Saída Norte até o balão de Colorado, DF-001 em direção a Brazlândia.

Localiza-se em propriedade particular e é  resultado da ruptura de uma rocha de  quartzo, formado de um grande poço  de águas límpidas e azuladas, com cascatas, corredeiras e uma caverna inundada  pela água.



Salto  do Tororó

13659067

Localização: 35 km de  Brasília. DF-140 em direção a Unaí.

 

Local de grandes belezas naturais. A  vegetação é exuberante, e o salto possui água limpa e cristalina, com leito  pedregoso e levemente acidentado. Chega-se a ele por várias trilhas ricas em  rochas de quartzito.



Chapada dos  Veadeiros
Chapada-dos-Veadeiros-Fotos-1
Localização: Estado de Goiás, entre os  municípios de Alto Paraíso de Goiás, Cavalcante e Colinas do Sul  (Aproximadamente 230 km  da Rodoviária de Brasília a Alto Paraíso)
A Chapada dos  Veadeiros é a região de cerrado de altitude do estado brasileiro de Goiás.  Abrangendo vários municípios, dentre eles, São João d’Aliança, Alto Paraíso, Colinas do  Sul e Cavalcante, sua altitude ultrapassa 1700 m. A Chapada abriga o Parque Nacional da Chapada dos  Veadeiros, considerado patrimônio natural mundial,  porém toda a região é protegida por Lei (APA de Pouso  Alto). A área é conhecida por sua beleza natural.

O parque foi criado, em 1961, pelo então Presidente da República, Juscelino Kubitschek, com o nome de Parque Nacional do Tocantins. Foi  reconhecido como Património Natural Mundial pela UNESCO em  Dezembro de 2001.  Entre as espécies da fauna que habitam o parque, cerca de cinqüenta são classificadas como raras,  endêmicas ou sob risco de extinção na área. No tocante à flora, já foram  identificadas 1.476 espécies de plantas no parque, das 6.429 que existem no bioma Cerrado. Com relação  às aves, das 312 espécies destacam-se a ema, o urubu-rei e o gavião.

O acesso ao parque localiza-se junto ao Povoado de São Jorge, no município de Alto Paraíso de Goiás, distando 36 km da cidade de Alto  Paraíso, em estrada parcialmente asfaltada. Esse acesso é permitido apenas com o acompanhamento  de guias credenciados, permitindo-se assim a visita aos atrativos do parque.



Pirenópolis
 

20101017210831

Localização: Leste Goiano, a 120 Km  de Brasília.

Tombada como conjunto arquitetônico, urbanístico,  paisagístico e histórico pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico  Nacional, em 1989, o município conta com um Centro Histórico belamente ornado  com casarões e igrejas do século XVIII, como: A Igreja matriz de Nossa Senhora do  Rosário (1728-1732), as Igrejas de Nossa Senhora do Carmo (1750-1754) e de Nosso Senhor do Bonfim  (Pirenópolis) (1750-1754), além de prédios de relevante beleza  arquitetônica como o Teatro de Pirenópolis, de  estilo híbrido entre o colonial e neo-clássico,  de 1899, e o Cine-Pireneus, em estilo art-deco,  de 1919 e a Casa de Câmara e Cadeia construído em 1919 como réplica idêntica ao original de 1733.

Cercada de morros e de privilegiada localização  geográfica, estando aos pés da Serra dos Pireneus, Pirenópolis se destaca por manter uma  natureza preservada. É o município goiano que mais Unidades de Conservação possui, são ao todo 8 UCs, entre Parque (Parque Estadual da Serra dos Pireneus), Monumento Natural (Monumento  Natural Cidade de Pedra), Área de  Preservação Ambiental (APA dos Pireneus) e 5 RPPNs (Fazenda Arruda, Reserva  Ecológica Vargem Grande, Fazenda Vagafogo, Santuário Flor das Águas e Santuário Gabriel). O Cerrado é a vegetação prodominante. Por possuir, em seu território diversas altitudes,  O Pico dos Pireneus se encontra a 1385 m, onde é possível a  contemplação de todas as diversas fito-fisionomias (formações vegetais) do Cerrado.



Parque  Municipal Itiquira

cachoeira itiquira FORMOSA-GO

Localização: Município de Formosa, a 110   km de Brasília

Uma  das zonas núcleo de Reserva da Biosfera Goyaz, importante área de preservação  do Cerrado a 34 Km  da cidade de Formosa. Localizado no vale do rio Paraná, sua maior atração é o  Salto de Itiquira, a maior queda livre acessível do país, com 168 metros de altura.  Depois de salto, o rio forma uma seqüência de cachoeiras e poços. Possui várias  nascentes de água mineral e infra-estrutura turística, com camping,  restaurantes, chalés e área para piquenique.

Fonte de pesquisa: Wikipédia – Enciclopédia e  Secretaria de Turismo do DF


Social

Receba Informativos

Facebook

central de atendimento
whatsapp