Grupo Orzil - ações do programa Abrace o Marajó

Orzil nas redes

Governo Federal quer aperfeiçoar as ações do programa Abrace o Marajó

Publicado em: 01/07/2021 - 09:12

Início » . PROGRAMAS DE GOVERNO » .EXECUTIVO » CURSOS e EVENTOS » DIREITOS HUMANOS » Notícias » Governo Federal quer aperfeiçoar as ações do programa Abrace o Marajó

Oficinas terão duração de três dias e buscam promover a integração dos atores do programa, além de discutir e aprimorar o plano de ação 2020/2023
Governo Federal quer aperfeiçoar as ações do programa Abrace o Marajó

Vista aérea do Arquipélago do Marajó. (Foto: Willian Meira/Arquivo MMFDH)

Uma comitiva com representantes dos governos federal e estadual e de organizações do terceiro setor desembarca no Pará, nesta quarta-feira (30), para promover um evento de entrega de ações do programa Abrace o Marajó. A programação terá duração de três dias e inclui oficinas de trabalho.

O objetivo do encontro é aproximar as equipes de gestores locais, além de apresentar e discutir o Plano de Ação 2020/2023. O documento prevê a realização de 110 ações para o desenvolvimento da região, que apresenta um dos mais baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do país, tendo 8 municípios entre os 50 com pior Índice de Desenvolvimento Humano do Brasil. Destas, 11 já foram entregues, 26 estão em fase de preparação e 28 a iniciar.

“Por conta da pandemia, essa é a primeira oportunidade que as equipes do Governo Federal estão tendo para estar com os gestores locais. Cada um dos 16 ministérios que compõem o Comitê Gestor do programa estarão presentes para falar sobre sua área. Estamos muito animados com essa operação. Queremos dialogar com os prefeitos eleitos em 2020 e ouvi-los. O intuito é a modernização da administração pública do arquipélago, que trará grandes benefícios a longo prazo para a população”, explica a ministra Damares Alves.

Para o assessor especial do MMFDH Henrique Villa, o momento é de grande expectativa para todos os envolvidos. “Aqui não vamos somente apresentar o Abrace o Marajó, mas também apresentar as entregas já feitas, as que estão em andamento e as que estão por vir, sempre ouvindo a demanda das equipes municipais. Além disso, haverá um momento de atendimento dos órgãos federais, ou seja, é como se estivéssemos trazendo a Esplanada dos Ministérios para o território”, pontuou.

Estruturação

Segundo o plano, as ações são divididas em quatro eixos: desenvolvimento social, infraestrutura, desenvolvimento produtivo e desenvolvimento institucional. O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Pasta responsável pela coordenação do programa, está à frente de 14.

Os destaques são a Operação Pão da Vida, a Ouvidoria Itinerante, além da realização de estudos e diagnósticos para embasar estratégias de atuação. Do orçamento previsto, R$ 11,4 milhões já foram executados.

Relatório mostra execução do programa Abrace o Marajó (PA). 

Lançada com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Operação Pão da Vida surgiu como uma alternativa para garantir segurança alimentar da população local com a entrega de cestas básicas e itens de higiene pessoal. Em três fases, o projeto entregou 36,5 mil cestas e 444 mil produtos de higiene para ribeirinhos e demais comunidades que sofreram os efeitos do isolamento. O orçamento executado já ultrapassa R$ 1,5 milhão.

Com a Caixa Econômica Federal, a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos (ONDH), que compõe a estrutura organizacional do MMFDH, fechou parceria para oferecer os serviços dos canais de denúncias Disque 100 e Ligue 180. Agora, a Ouvidoria Itinerante conta com uma sala para atendimento presencial nos Barco-Agências que percorrem, a cada mês, os 16 municípios do Marajó. O investimento total foi de R$ 144 mil.

Confira o plano de ação completo aqui ou acesse o Painel Abrace o Marajó para conhecer todas as ações do Programa.

Para dúvidas e mais informações:
[email protected]

Atendimento exclusivo à imprensa:
fonte Assessoria de Comunicação Social do MMFDH
(61) 99558-9277